POR UM FIM DE ANO MAIS DIGNO

Ação pela solidariedade, pelo voluntariado e contra o desperdício de alimento busca apoio para realizar eventopara moradores de rua

Duas fundadoras de Projetos de destaque em Brasília procuram ajuda para realizar um sonho de Natal. A jornalista e bailarina amadora Cláudia Bengtson, do Bailarinas Por que Não?!, e empresária Adriana Calil Amorim, do Banho do Bem, organizam um jantar de gala para 60 moradores de rua, marcado para as 19h do próximo dia 15 de dezembro, um domingo, na área externa da Biblioteca Nacional de Brasília. Para os convidados, os preparativos começam a partir das 14h, quando eles terão acesso a serviços de higiene e beleza para curtirem a noite especial em grande estilo.

A ideia é um sonho antigo de Cláudia, criadora da SuperAção BPN, o lado social do Projeto de Ballet Adulto Bailarinas Por que Não?!, que leva apresentações beneficentes de dança a hospitais, asilos, escolas e espaços públicos. Depois de uma conversa com uma das bailarinas de seu grupo, a terapeuta ocupacional Monica Lemos, veio a conexão com Adriana, que transformou um ônibus usado em banheiro itinerante para oferecer banho e roupas limpas a quem não tem casa. Desde dezembro de 2017, a empresária vem reunindo esforços de amigos e voluntários para atender a esse público todos os domingos, a partir das 16h, na plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto. “Eu sou grata pela vida que tenho e me sinto na obrigação de ajudar a quem tem pouco”, conta.

Hoje, além do banho e das roupas limpas que recebe de doação, Adriana Amorim também consegue distribuir 150 refeições graças a equipes de voluntários que se revezam semanalmente. O trabalho não é fácil porque exige dedicação, tato e calma para lidar com as pessoas em situação de rua. “Muitos chegam sem rumo porque acabaram de perder suas casas. São muitas as histórias”, destaca.

A iniciativa de Adriana atraiu voluntários também para a distribuição de livros, motoristas de ônibus, cabelereiros, que oferecem cortes gratuitos e até uma lavanderia itinerante onde os moradores de rua podem lavar suas roupas sem pagar nada. Agora, o desafio da empresária é montar um Consultório do Bem, serviço de dentista itinerantetotalmente voluntário.  

BALLET DE UNIÃO E SEM PRECONCEITO – O trabalho social também sempre foi uma preocupação de Cláudia Bengtson. Quando a jornalista fundou o Projeto de Ballet Adulto Bailarinas Por que Não?!, em agosto de 2015, já tinha em mente o SuperAção BPN. “Começamos fazendo apresentações em datas festivas para levar esperança a pacientes em hospitais, idosos vivendo em asilos e alunos de escolas públicas que jamais tiveram a oportunidade de assistir a uma apresentação de Ballet Clássico. Depois, vieram também as visitas a leitos em hospitais. Vamos todas vestidas de bailarinas, com os figurinos que usamos em nossos espetáculos. A imagem da bailarina tem o poder de encantar as pessoas e de fazê-las sonhar novamente. Agora, queremos levar para a rua esse nosso amor traduzido em dança num jantar-show dedicado a quem vive no abandono”, enfatiza Cláudia. Esse grupo, que deu origem ao Projeto e àEscola Bailarinas Por que Não?!, inaugurada em março deste ano, é formado por 16 mulheres na casa dos 40 e 50 anos, que espalham sua mensagem de SuperAção por onde passam. O grupo tem direção técnica da bailarina e professora Adriana Palowa, que cria coreografias adaptadasàs condições físicas das chamadas BPNs, provando que a dança nos transforma em pessoas mais felizes.

PARCERIA Com a parceria entre os dois projetos veio oapoio da Biblioteca Nacional de Brasília, hoje, com um leque de atividades gratuitas que vão desde a contação de histórias para crianças, noites culturais de forró, aulas de yoga e de línguas estrangeiras, entre outras.

“Queremos que a Biblioteca seja um espaço realmente público. Temos frequentadores assíduos que estão em situação de rua também. Isso nos alegra muito”, afirma a diretora da Biblioteca, Marmenha R. Rosário, que abriu o espaço externo da instituição para abrigar o jantar de Natalproposto.

A chef Raquel Amaral(@chefraquelamaral), responsável porvários projetos de renome na cidade e reconhecida em todo o país, será a responsável pelo cardápio da festa do dia 15 de dezembro, que inclui pernil, a famosa farofa de biscoitos criada por ela, além de legumes salteados, arroz de Natal, Ave Natalina e salada verde. Convidada por Cláudia e Adriana para a empreitada, Raquel Amaral não teve dúvida: “estarei lá com o maior prazer. Vou ajustar minha agenda para isso”, respondeu imediatamente.  

Além da apresentação do Grupo de Ballet Adulto Bailarinas Por que Não?!, o evento vai contar com convidados como como o cantor maranhense Silas Gomes, revelação em programas de talento da TV brasileira, e o Coral Vox Mundi, formado por diplomatas residentes em Brasília, e uma orquestra de crianças da cidade.  

Apesar de todo o esforço, a dupla Cláudia e Adriana ainda precisa de muitos outros apoios para a concretização do evento. A estrutura de montagem do palco, incluindo iluminação e som e os alimentos que serão usados na preparação da ceia (de preferência próximos à data de validade e doações de restaurantes, frutarias e verdurarias, com foco no não desperdício), bebidas, serviço de buffetainda estão pendentes. Cabeleireiros, maquiadores, manicures e pedicures, doadores de roupas de festa, gráficas, voluntários para servir o jantar, toda ajuda é bemvinda.Empresas voluntárias terão suas logos publicadas no material de divulgação do evento.

 

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios

Copyrıght 2013 FUEL THEMES. All RIGHTS RESERVED.