Ad
Ad
Ad

O esquema milionário da família de Rafael Prudente na Novacap


Você conhece a história do pai de Rafael Prudente. A época o ex-deputado Leonardo Prudente foi flagrado colocando dinheiro de propina na meia, o ex-distrital que protagonizou um dos vídeos mais reproduzidos no escândalo da Caixa de Pandora, aquele em que escamoteia dinheiro nos bolsos do paletó e nas meias, renunciou ao mandato. Deixou o cargo para escapar de ação por quebra de decoro parlamentar.

Empresas da Família e o dinheiro público

Pesam contra Leonardo Prudente outras acusações, além daquelas flagradas em vídeos.

Durval Barbosa afirma, em depoimento, que empresas pertencentes a Prudente são beneficiadas em contratos com o governo. Entre as firmas citadas, há a G6, criada por Prudente. Como o Correio mostrou em reportagem de 4 de dezembro de 2009, a empresa que hoje é administrada por amigos da família Prudente recebeu R$ 52,2 milhões entre 2007 e 2009 em contratos de vigilância com a Secretaria de Educação e o Detran. A 5 Estrelas, empresa dos filhos do agora ex-distrital, recebeu R$ 8,5 milhões em contratos do GDF em três anos.

O Correio revelou a época que Rafael Prudente, filho de Leonardo, representava em Brasília a empresa Serquip, que mantinha contrato emergencial com o Serviço de Limpeza Urbana para tratamento dos resíduos produzidos por hospitais e clínicas do DF. O contrato de R$ 330 mil já foi renovado duas vezes.

A empresa 5 Estrelas possui contrato com a SECR. DE ESTADO DE ECONOMIA DO DISTRITO FEDERAL e com a NOVACAP, o contrato deveria ser proibido, já que o sócio Leonardo Prudente é condenado por corrupção e continua sem os direitos políticos por 10 anos, Leonardo terá de devolver R$ 2 milhões aos cofres públicos.

O drible para manter o silêncio do MP

Com intuito de mascarar a aparição de Leonardo Prudente nas contratações, Leonardo que é condenado colocou um laranja como procurador da empresa para assinar os contratos com Governo, assim o Governo não saberia que há um condenado na tramitação. O nome é LUIZ DERLANE GONÇALVES FARIAS.

A família recebeu em dinheiro público só no ano de 2019, mais de R$ 15 milhões de reais em contrato, a empresa que tem Leonardo Prudente (Condenado) e sua esposa Flavia Demes como sócios.

Porque esse contrato é importante para família Prudente?

Com dinheiro público, a empresa 5 Estrelas abriga em regime CLT parentes de parlamentares e apoiadores políticos de campanha, é uma espécie de acordo entre parlamentares para obter votos para permanência do Prudente na presidência da CLDF. O Parlamentar X indica a lista de nomes para o Prudente e essas pessoas tem cargos ou  espaços na empresa em troca do voto favorável.

O regime CLT não tem transparência em contratos, é mais fácil abrigar parentes de parlamentares sem acusação de nepotismo, além de ser campo fértil para construir votos entre funcionários que estão trabalhando na empresa.

Porque o MPDFT está em silêncio?

Não sabemos.

Em breve falaremos como Rafael Prudente e Delmasso administram a verba de publicidade da CLDF.

Deixe uma resposta