Ad
Ad
Ad


O Pan de Jiu-Jitsu da IBJJF (International Brazilian JIu Jitsu Federation) 2020, realizado em meio à pandemia, entre os dias 8 e 11 de outubro de 2020, no Ginásio Silver Spurs, em Kissimmee, na Flórida- EUA, ficará marcado na memória dos atletas que conseguiram se inscrever nesse evento. Com a platéia reduzida e fronteiras bloqueadas, o torneio marcou o retorno das grandes competições, em um ano em que o isolmaneto pelo COVId-19 impediu a realização de grandes eventos esportivos.

Grandes nomes mundiais que residem nos EUA deram um show de Jiu-Jitsu, com direito a muitas emoções nas finais de todas as divisões. Que foi o caso do brasiliense Daniel Calil, que mora há dois anos com a sua família na Flórida.

Desde que se mudou para os EUA, Daniel Calil vem conquistando vitórias em vários eventos importantes na terra do tio Sam, como o Florida State Championship, Orlando Open, Atlanta Open, Miami Open, BJJ Tour, UAEJJF Pro, e nao podia ser diferente em um torneio com o porte do Pan IBJJF.

Entre os faixas-pretas da categoria peso pesado, “Calil” como é conhecido pela sua equipe Gracie Barra, teve destaque por suas finalizações nos tres combates do ultimo domingo (11). O atleta master 3 venceu Arthur Ward Ruff com um relogio na primeira luta, em seguida estrangulou Raul Francisco Rimenes, e na final fez o campeão mundial da categoria, Walter “Cascao”, bater com um “armlock”.

“O isolamento foi surreal, no entando, durante a pandemia eu mantive a minha alimentacao saudavel, fiz hits em casa, e nesse ultimo mes o jiu jitsu foi intenso…o resultado nao poderia ter sido diferente. Entrei muito focado nas lutas. Esse eh o meu primeiro Pan…a realizacao de um sonho . Estou muito feliz e grato. Hoje (11), no meu aniversario, Deus me deu um presentao. Agora é focar no Pan IBJJF NOGi (sem kimono) em novembro, em Atlanta”.

Deixe uma resposta