Ad
Ad
Ad

Parentes denunciam mortes registradas por Covid19, erroneamente .

Mas a mando do presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffolli e o ex ministro da Saúde, Mandetta , assinaram no dia 31 de abril, portaria que autoriza o sepultamento e cremação de pessoas sem a necessidade de um atestado de óbito.

A portaria especifica, por exemplo, que estabelecimentos de saúde poderão enviar pessoas para sepultamento ou cremação sem certidões de óbito .

Entre as justificativas da Medida estão a “necessidade de uniformização nacional do protocolo de anotação da causa mortis relacionada às doenças respiratórias no preenchimento das Declarações de óbitos por todos os serviços de saúde do País” e a constatação de que deve se “providenciar o sepultamento em razão dos cuidados de biossegurança, a manutenção da saúde pública e respeito ao legítimo direito dos familiares do obituado providenciarem a inumação [enterro]”.

1 Comment

  1. Marcos Adriano de Carvalho Marcello Reply

    Meu Deus, por favor se apiede de nossas almas!
    Estamos nas mãos de ditadores!

Deixe uma resposta