Imigração para a Austrália como pessoa jurídica

imigração para a Austrália como pessoa jurídica

Agente imigratório explica porque esse tipo de imigração é o jeito mais fácil de empreender no país.

 

Portrait of smiling fashion designer in studio

Portrait of smiling fashion designer in studio

A Austrália está aberta para negócios e razões é que não faltam para querer abrir ou adquirir uma empresa no “país dos cangurus”: com a maior parte da economia baseada em serviços e com um dos ambientes de negócios mais transparentes e prósperos, o país é uma boa oportunidade para quem atua como empresário, franqueador, franqueado ou ainda profissional liberal.

Enquanto no Brasil são necessários mais de cem dias para criar uma empresa, na Austrália bastam algumas horas na internet. É só realizar os registros online da companhia e se cadastrar no órgão australiano responsável por emitir taxas e impostos.
E para os estrangeiros, como funciona o processo de visto de imigração como pessoa jurídica? O agente MaCson Queiroz, diretor da M.Quality, empresa de Assessoria em Imigração e Negócios, explica que imigrar como pessoa jurídica para o país é um processo simples. Ele conta que, nesse caso, a pessoa sendo um freelancer poderá escolher uma ou mais profissões associadas ao seu negócio ou especialização em uma lista com mais de 600 profissões. Nesta categoria de imigração, não há limite de idade para ser aceito como elegível ao visto, desde que adquira ou inicie um novo negócio.
“Neste caso, pode ser que até o conhecimento do inglês não seja exigido e a imigração  se estende a toda a família. Mas, obviamente, isto vai depender do um ótimo desempenho nos outros critérios para essa categoria de visto”, ressalta o especialista.
Exigências
Para ser pessoa jurídica, o candidato precisará ter um “Tax File Number” (TFN), documento equivalente ao CPF no Brasil e ainda se cadastrar para obter um “Australian Business Number” (ABN), documento semelhante ao CNPJ no Brasil. Ambos os documentos podem ser solicitados de forma online no site do “Australian Tax Office”, órgão semelhante à Receita Federal brasileira.
MaCson explica que a grande vantagem da categoria de imigração para a Austrália como pessoa jurídica é que a pessoa pode nem precisar provar experiência empresarial no negócio proposto e até mesmo um recém-formado ou um aposentado pode se tornar elegível a esta categoria. “Será preciso responder algumas perguntas sobre experiência profissional para saber se tem direito ao ABN – as perguntas são simples, mas devem ser respondidas com atenção e a agência imigratória poderá ajudar-lhe nisso”, comenta. Outra vantagem do ABN é a gratuidade, sendo preciso pagar apenas imposto e a taxa “Goods and Services Tax” (GST), que o governo australiano cobra em cima de cada serviço prestado.
Uma forma de garantir que processo de visto seja feito da forma correta, o que certamente aumenta as chances de que o processo corra com maior facilidade, é contratar os serviços de uma agência especializada em imigração. “Antes de iniciar o investimento, aconselho a pessoa a fazer uma avaliação de elegibilidade do visto, onde o perfil é analisado para definir se ela está apta para a categoria que pretende aplicar. Assim, evitamos complicações e atrasos futuros”, orienta o consultor imigratório.
A M.Quality disponibiliza em seu site o “1º. Passo Gratuito”, um serviço gratuito do guia de elegibilidade que avalia se o candidato é elegível para uma das categorias de vistos que pretende requerer. Ao preencher o formulário no site, e sendo elegível a uma das categorias, ele recebe um convite para uma conversa com um dos consultores da M. Quality com o objetivo de informar o resultado e de receber orientações e esclarecimentos para conseguir tirar seu visto com maiores chances de sucesso.
Sobre a M.Quality  — A M.Quality é uma empresa de Assessoria em Imigração e Negócios  especializada em auxiliar com o visto e na ida legal de brasileiros para a Austrália. Há 14 anos no mercado, é a única agência brasileira de intercâmbio e imigração que possui licença validada pelo governo australiano. A M.Quality nasceu em 2001 por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do SENAI-SP e consultor imigratório com mais de 14 anos de experiência no ramo. A empresa foi fundada na Austrália e mantém a sede no país, com um escritório no Brasil. O escritório está situado no número 4800 da avenida Magalhães de Castro, 14º andar, na cidade de São Paulo. Para mais informações, acesse: http://www.mquality.com.br/  e http://mqualitynews.blogspot.com.br/ .

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios

Copyrıght 2013 FUEL THEMES. All RIGHTS RESERVED.