Diplomacia com Juliana Borges

Localizado na porção nordeste do continente africano, na região denominada África Mediterrânea, o território do Egito possui fronteira terrestre com a Ásia. Limita-se a oeste com a Líbia, ao sul com o Sudão, a nordeste com a Faixa de Gaza e Israel, além de ser banhado pelo Mar Mediterrâneo ao norte e pelo Mar Vermelho a leste.
O Egito é considerado berço de uma das mais importantes civilizações da Antiguidade, e possui uma das histórias mais longas do mundo. Dinastias de Faraós ergueram construções grandiosas, como as pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos, consideradas patrimônios da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
Pirâmides de Quéops
O Efiro é o terceiro  país mais populosa da África, com aproximadamente 84,4 milhões de habitantes. Mais de 90% desse contingente populacional résidé nas áreas próximas às margens do Rio Nilo e na costa do Mar Mediterrâneo, visto que as outras regiões do país são desérticas, ocupadas pelo Deserto do Saara.
O Rio Nilo é a principal fonte de vida e trabalho, através dele é realizado o abastecimento de água e energia elétrica, possibilitando o desenvolvimento da atividade agrícola. Os principais cultivos são de arroz, trigo, algodão e milho. Também há criações de ovelhas, cabras e aves.
A produção e exportação de petróleo são essenciais para a capitação de receitas financeiras. O país ainda possui reservas de gás natural, carvão, manganês, minério de ferro e urânio. O setor industrial, pouco diversificado, baseia-se na produção de alimentos, têxtil e refino de petróleo. Outra atividade econômica de grande relevância é o turismo. As belezas naturais e a riqueza histórica e cultural são fatores que atraem milhões de visitantes ao Egito.
Na política, a nação conseguiu um feito histórico, a renúncia de Hosni Mubarak, que ocupou o cargo de presidente durante 30 anos. Mubarak assumiu a presidência nacional após a morte do então presidente Anwar Sadat, assassinado em 1981 por fundamentalistas mulçumanos.
Culinária Egípcia
No Egito, a dieta básica gira em torno de grãos como fava, grão de bico e lentilha. Um prato muito comum é o fool – um ensopado consistente feito de grãos de fava temperados com pasta de gergelim e suco de limão.
Entretanto, a grande maioria dos hotéis substitui este prato tradicionalmente leve, por um sistema de café continental, que inclui chá, torradas, bolos, manteiga, geléias e queijo fetta.
Os pães podem deixar um pouco a desejar, pois costumam ser do tipo achatado e redondo, tipo árabe. No entanto, são ideais para serem degustados acompanhados dos inúmeros tipos de patês e molhos típicos da culinária egípcia com a Tahina (pasta feita de gergelim) tão deliciosa quanto o Baba Ghanoug (mistura de tahina com alho e berinjela).

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios

Copyrıght 2013 FUEL THEMES. All RIGHTS RESERVED.