Ad
Ad
Ad

O impacto da amamentação materna sobre o desenvolvimento estaturo-ponderal da criança de 0 a 6 meses de idade. 

Autores:

IZAMBA KAPALU e FRANÇOISE MALONGA KAJ

A partir de uma observação direta em nosso meiosocial, nos damos conta de que a amamentação de um recém-nascido dá uma alimentação equilibrada e adaptada. No entanto, algumas outras mães pensam que elas devem sempre adicionar outra alimentação chamada artificial. Isso criou motivo científico da nossa pesquisa que é: O impacto da amamentação materna sobre o desenvolvimento estaturo-ponderal da criança de 0 a 6 meses de idade. Na cidade de Lubumbashi (África) no período de 2000 a 2001.

– Objeto principal:

Estudar a proporção de mulheres que amamentam seus bebês ao peito e conscientização dos benefícios e da importância insubstituível do leite materno.

-Material e Métodos:

100 bebês formaram a mostra para realizar o presente trabalho, foi necessário um estudo prospectivo, quantitativo, aplicação de entrevistas e questionários as respectivas mães.

-Resultados e Discussão:

Nosso trabalho fornece os seguintes resultados: Na idade de 6 meses para a criança com aleitamento materno ao peito pesa 8,300 kg. E que, sob alimentação artificial pesa 7,900 kg. 96% das mulheres são suficientemente informadas sobreamamentação materna exclusiva nas mamas.

Na verdade, a pesar das informações já recebidas, nosso estudo mostra que 76% das mães que amamentam adicionam outros tipos de alimentação como: água 44%; leite artificial 20%; soja 28%; suco de fruta 08%. Apenas 24% praticando amamentação exclusiva ao peito.

– Conclusões:

O aleitamento materno exclusivo é praticado sem custo adicional, apenas por 24% das mulheres Lushoises que amamentam. 76% das mulheres acreditam que a amamentação não é suficiente para a cobertura nutricional da criança, elas adicionam água, leite em pó antes dos 3 meses, essa prática cria distúrbios digestivos, diarréia, desidratação e desnutrição.

-Palavras-chave:-Amamentação materna; -Desenvolvimento estaturo-ponderal; -Criança de 0 a 6 meses.

Deixe uma resposta