Operação Lava Jato , hoje em Brasília

Brasília é conhecida por ser palco das grandes decisões e porque não dizer, confusões políticas envolvendo o País. É neste cenário que o Grupo Amarração apresentará as suas mais novas produções. A primeira delas é a peça “Operação Lava-Jato – Nada é o que parece” uma comédia com texto de Cleuza Brandão e direção de Cassius Vantuil, que será apresentada na sexta, dia 21 de julho, no Teatro da Caesb – Águas Claras, às 21h. Os ingressos custam R$ 50,00 (Inteira) e R$ 25,00 – meia entrada.

A narrativa conta a história de dois policiais federais, que cumprem pena disciplinar e foram escalados para fazer uma ronda nas ruas da periferia. Durante a ronda eles se deparam com um lava-jato de veículos aberto às altas horas da noite. Ao observar o local eles notam que lá dentro tem estacionado um veículo de luxo, então, resolvem entrar; não para investigar, mas para tirar uma onda dentro do carrão. Os dois, muito atrapalhados, acabam fazendo barulho e uma pessoa do lava-jato aparece.

Desesperados, para não serem pegos e responder a mais uma pena disciplinar, os dois policiais inventam que receberam uma denúncia anônima e rendem o funcionário. A partir daí começa toda a confusão. Os curiosos começam a aparecer, logo em seguida os repórteres e até o esquadrão antibombas. Sem conhecer a real história, os veículos de comunicação passam a noticiar o fato como prisão de um perigoso traficante internacional e chefe de desmanche de veículos. O caso ganha repercussão nacional e a notícia se espalha pelo país. Até que tudo se esclareça, muita coisa vai rolar.

Já a segunda produção é a peça “Terapia de Casal”, que será apresentada no dia 28.07, às 21h, também no teatro da CAESB, conta a história de Marina e Otávio, um casal que enfrenta uma crise, porque ele se recusa a ajudar nas tarefas domésticas. Na tentativa de salvar o casamento, Marina propõe uma terapia de casal. Ele também não aceita. Desesperada, ela pede ajuda à mãe. Mais que depressa, a mãe de Marina vê ali uma oportunidade de massacrar o genro, que tanto explora sua filha. Ela inventa que chegou na cidade uma famosa monja tibetana que promete uma terapia de casal alternativa. Ninguém mais que ela mesma, muito bem disfarçada. Nessa terapia quem fala, obviamente, é sempre Marina. Tem até chazinho da verdade, que induz Otávio a se complicar em um interrogatório nada convencional. Se a terapia vai dar certo ou não, só vendo. Principalmente se ele descobrir que a monja é a própria sogra.

Grupo Amarração – Coordenado pela dramaturga Cleuza Brandão, possui mais de vinte espetáculos e peças teatrais apresentados no DF e em diversos outros estados. Formado há 11 anos inicialmente por bancários e atores amadores, como parte de um projeto ligado ao desenvolvimento de recursos humanos da Caixa Econômica Federal, o grupo caminhou para a profissionalização, com diversos cursos com diretores renomados.

Já consagrado nos circuitos de teatro corporativo, o grupo inicia sua nova caminhada para os teatros de bilheteria. Os textos, sempre voltados para o humor, são frutos de muita pesquisa. “Cada personagem e cada frase é fruto de muito estudo. Os textos são enxutos e nada está ali por acaso”, afirma Cleuza. Entre os espetáculos mais recentes, estão, além da peça Lava-Jato, o espetáculo Terapia de Casal, que será apresentado no final de semana seguinte, dia 28.07, também no Teatro da Caesb, em Águas Claras. Este é um dos meus textos preferidos, por que sempre tem alguém que acaba conectando a ficção a fatos reais, gerando muitas outras reações, além de risadas”, completa a dramaturga.

Serviço
Comédia: Operação Lava-Jato – Nada é o que Parece
Teatro da Caesb Águas Claras
21 de julho, às 21 horas
Ingressos inteira: 50,00 Meia: 25,00
Classificação recomendada: 16 anos
Elenco: Cláudia Reis, Lorenis M. Silva, Max Eloy, Robson Dantas e Tony Gil.

Comédia: Terapia de Casal
Teatro da Caesb Águas Claras
28 de julho, às 21 horas
Ingressos inteira: 50,00 Meia: 25,00
Classificação: 14 anos

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios