Fotona no Museu de Brasilia

‘Fotona’ de nu artístico  no Museu da República de Brasília.

A intervenção no espaço urbano foi registrada pelo olhar do fotógrafo Kazuo Okubo, que carrega 43 anos de experiência por trás das lentes.O

Nu coletivo no centro da capital federal foi registrado pelo fotógrafo Kazuo Okubo. ‘Fotona’ é recorde em número de pessoas no Centro-Oeste, segundo organizadores.

Segundo o idealizador da foto-protesto, Diego Ponce de Leon, a ideia de fazer um nu coletivo e registrar o momento surgiu da vontade de “contrariar o panorama retrógrado e careta da cidade opressora que não abarca a arte”.

A “fotona”, assim chamada pelos idealizadores, ocorreu a céu aberto na região de maior concentração de ternos e gravatas de Brasília como forma de protesto à “caretice e ao conservadorismo da cidade” e para “reafirmar os corpos enquanto ferramenta de manifestação artística, cultural e política”.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios